Coletor de DadosUm dos itens mais importantes de automação comercial, nos dias de hoje, é, sem dúvidas, o coletor de dados. Entretanto, você sabe para que serve esse equipamento? A seguir apresentamos algumas informações que irão esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto.

Esse tipo de instrumento é também conhecido como EDA – do inglês “Enterprise Digital Assistant” ou Assistente Digital de Empresa. São aparelhos móveis que servem para dar assistência ao colaborador, facilitando a obtenção de dados, a fim de organizar estoques, informações sobre consumo e outros. Seu uso consciente e estratégico pode vir a otimizar – e muito –os lucros e o tempo gasto nessas operações.

Entre as utilidades mais comuns desses instrumentos estão:

  1. separação dos pedidos de clientes;
  2. controle e o recebimento dos materiais;
  3. reunião de dados da produção;
  4. vendas;
  5. inventário;
  6. controle de gastos;
  7. geração de comandas ou canhotos – que podem ser emitidos em papel, para o cliente, através de impressoras térmicas –, entre outras.

Como se pode perceber, são muitas as áreas que se valem dos coletores de dados, e vão desde empresa de energia elétrica, gás e afins, até mesmo restaurantes e bares.

Esses coletores de dados capturam a informação através do código de barras – que pode ser escaneado ou inserido manualmente. Assim, é enviado para o servidor central por meio de Bluetooth, cabo, ou infravermelho. Se o arquivo não for transferido para o PC da empresa, fica armazenado no bloco de notas do próprio coletor.

O mercado atual oferece uma infinidade de opções de modelos para esse artigo, alguns apresentam diversas classificações em relação à resistência oferecida a quedas, vibrações, temperaturas – tanto a mínima quanto a máxima –, umidade poeira e até água. A escolha, evidentemente, terá de ser adequada às necessidades do negócio e às suas preferências.

VEJA TAMBÉM

Deixe seu comentário!