Praticamente toda clínica de estética oferece um tratamento inovador para queimar gordura localizada. Heccus, Manthus, Vela Shape… Cada um tem o seu diferencial, mas todos eles têm o mesmo princípio: a utilização do ultra som para estética.

Entre os benefícios conseguidos com o uso do ultrassom estão: melhora na circulação sanguínea, aumento do metabolismo, aumento do colágeno (volta da elasticidade e combate à flacidez), quebra de moléculas de gordura e melhora da celulite.

Afinal, o que é o ultra som estética?

É um aparelho que emite ondas sonoras, nas frequências 1 e 3 Mega hertz (MHz). Por causa disso, tem ação anti-inflamatória quando aplicado na pele.

celuliteNo ramo estético, o ultrassom é utilizado em casos avançados de celulite – pois quem faz o tratamento apresenta melhoras significantes até no grau 3 do problema ; gordura localizada e quebra da gordura, quando feito junto com uma massagem, como drenagem linfática ou movimentos de massagem modeladora.

Pessoas recém-operadas, que querem evitar edemas também podem fazer tratamentos com ultrassom.

Além disso, o equipamento também é usado no tratamento fisioterápico de pessoas que precisam relaxar músculos tensos.

Frequência 1 X Frequência 3

O mesmo aparelho pode emitir as duas frequências. A diferença será na indicação de cada uma. A frequência 1.0 MHz atinge os músculos e tendões. A 3.0 MHz atinge as camadas mais superficiais. Portanto, esta última é a indicada para tratamentos estéticos e a primeira, para tratamentos de fisioterapia.

Ajuda mesmo a emagrecer?

Sim. Como ele aumenta o metabolismo e melhora a circulação, faz com que o corpo funcione melhor. Ele também consegue atingir as moléculas de gordura, quebrando-as.

Porém, o tratamento não deve ser feito para pessoas com câncer, problemas circulatórios graves. Ele também não pode ser aplicado nos órgãos reprodutores, em cima de feridas ou em cima do aparelho de marca-passo.

VEJA TAMBÉM

Deixe seu comentário!